COMO AS RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES SE TORNAM IONIZANTES?

Devido a diferença de vibração de freqüência em Hz emitida por celulares e monitores  etc.. (de 7,83 Hz para 22 ou 35, 40, 80 até 120hz), acontece um aquecimento das células que se chocam e se abrem, permitindo entrada Nos tecidos das Radiações, Criando um QIC (Quociente de  Ionização Cumulativa). A diferença que o indivíduo recebe RNIE e a que e expelida pelo organismo (que sai pelo centro do crânio) varia de 3 a 6%,  conforme podemos constatar na máquina de inversão de freqüência que construímos e as medições de pessoas exposta a diversos tipos de Radiações Não Ionizantes Mais comuns em todos os lares e locais de trabalho.

 

© 2023 por Soluções de Marketing. Orgulhosamente criado com Wix.com

Por favor, insira um email válido